Agricultura movida a ciência é apresentada pela Embrapa no Global Farmers Master Class em SP – 22/10/2019

Agricultura movida a ciência é apresentada pela Embrapa no Global Farmers Master Class em SP – 22/10/2019

Produtores de 15 países e especialistas durante o evento na Esalq em Piracicaba, SP

A trajetória da agricultura brasileira e da Embrapa foi apresentada ontem, 21 de outubro, na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) em Piracicaba -SP, em evento internacional do setor de agronegócio à 42 produtores rurais de 15 países, como Canadá, Estados Unidos, Irlanda, Austrália, Nova Zelândia, França, Chile, Argentina,  Peru, Holanda e Zambia, dentre outros, durante o Global Farmers Master Class 2019, promovido pelo Rabobank.

Pela primeira vez no Brasil, o evento visa promover a discussão global para encontrar soluções inovadoras para alimentar o mundo e alavancar a segurança alimentar global. O Global Farmers Master Class normalmente acontece de forma bianual é um recurso valioso para a troca de conhecimentos, boas práticas e experiências.

O chefe geral da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna – SP), Marcelo Morandi, representando a Diretoria Executiva da Empresa, apresentou o Painel “O papel da Embrapa em fazer do Brasil um grande produtor agropecuário.” Na palestra, temas como os principais desafios da agricultura tropical, o futuro da alimentação e da agricultura e o uso da terra no Brasil, além de como a Embrapa e os parceiros do sistema nacional de pesquisa agropecuária trabalham a ciência e a inovação para o desenvolvimento e geração de impactos positivos para a agricultura, sempre pautados pela sustentabilidade, foram apresentados à uma platéia atenta.

Conforme explicou Morandi, foi uma oportunidade para mostrar aos produtores de outros países o que fazemos e como fazemos. “Nem sempre os produtores estrangeiros têm o real conhecimento sobre nossa agricultura e o grau de sustentabilidade que atingimos: como transformamos nossos solos pobres e ácidos em solos produtivos, inserimos o plantio direto e a fixação biológica de nitrogênio e desenvolvemos os sistemas Integrados de produção (ILPF). E continuamos avançando na bioeconomia, com o controle biológico, a evolução dos sistemas e conceitos de marcas e produtos de baixa emissão de carbono, como o ‘Carne Carbono Neutro’ e os biocombustíveis certificados no programa RenovaBio, além de outros exemplos de sucesso da agricultura brasileira”, concluiu.

Já a coordenadora do Global Farmers no Brasil, Daniela Sampaio, comenta que a razão por trás da estratégia de juntar no mesmo lugar produtores rurais que sejam relevantes em diversas regiões agrícolas do mundo é contruir uma discussão de alto nível sobre os desafios e oportunidades dentro da missão de implementar os meios para alimentar uma população mundial crescente. “Um momento ímpar para entrarmos em detalhes específicos de discussão de inovação, tecnologia, governança e modelos de negócios.”

O Global Farmers Master Class 2019 foi iniciado no Estado de São Paulo, em Campinas e Piracicaba. A programação ainda contemplará atividades nas cidades de Holambra, Descalvado, Ribeirão Preto, Guariba e Franca no estado de SP. Depois o programa migrará para o Estado de Mato Grosso, onde ocorrerão eventos nos municípios de Cuiabá e Campo Verde.

Aumento da população mundial, sucessão, sustentabilidade e inovação são desafios

Os temas discutidos no Global Farmers Master Class ao longo dos anos traduzem os principais desafios mundiais enfrentados pelos produtores rurais. A sucessão na propriedade, sustentabilidade e inovação são alguns deles. Uma análise crua das estatísticas mundiais de sucessão dá conta que metade de todos os produtores rurais nos países desenvolvidos têm mais de 50 anos. Além da tradição e cultura familiar, é preciso um planejamento na preparação dos herdeiros dos negócios rurais.

A produção agropecuária, mais que nunca, precisa continuar sua linha de crescimento para alimentar uma população global de aproximadamente 9 bilhões de pessoas em 2050. Para alimentar esse volume de pessoas, estima-se que o volume de produção precise crescer em torno de 70%. Com uma capacidade de expansão de novas terras reduzida, que suficiente somente para uma parte deste crescimento, os produtores rurais precisam investir a longo prazo no aumento da produtividade na mesma área.

Ainda no escopo dos desafios, é preciso praticar uma agricultura sustentável que considere aspectos como a inovação nos negócios. Uma ação que vise potencializar habilidades empreendedoras, necessárias e urgentes, frente às novas tendências no agronegócio, que irão balizar o comportamento do mercado em um futuro próximo.

Para a coordenadora do Global Farmers, tanto as oportunidades, quanto os desafios, são muito comuns aos produtores de diversos países e “no Masters Class eles podem discutir essas questões de um modo bastante específico,” disse Daniela Sampaio.

 
Foto: Marcos Vicente
Marcos Vicente (MTB 19.027/MG)
Embrapa Meio Ambiente

Contatos para a imprensa
[email protected]
Telefone: (19) 3311 2611

{gallery}noticia9{/gallery}