Seagri-SE e Embrapa realizam atualização técnica sobre manejo da gliricídia – 28/08/2020

Seagri-SE e Embrapa realizam atualização técnica sobre manejo da gliricídia – 28/08/2020

Pesquisadores da Embrapa e secr. da Agr. de SE (abaixo à esq.)

A produção, o manejo e a utilização de gliricídia para alimentação animal foram o tema central da capacitação online realizada pela Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri), em parceria com a Embrapa no último dia 26 de agosto. 

A atualização sobre o tema contempla o processo de fortalecimento das ações relacionadas ao Projeto Sergipe de Combate à Desertificação no Alto Sertão Sergipano, uma ação realizada em alinhamento com o Ministério do Meio Ambiente – MMA e Programa das Nações Unidas – PNUD, com recursos do Fundo Global para o meio Ambiente (GEF). O curso foi ministrado pelo médico Veterinário e doutor em zootecnia da Embrapa, Rafael Dantas.

A Seagri já desenvolve uma parceria exitosa com o Governo Federal, por meio da Embrapa Semiárido (Petrolina, PE), com a implantação do Campo de Aprendizado Tecnológico – CAT no Alto Sertão sergipano. Agora, a parceria amplia-se, disponibilizando informações sobre inovação no cultivo consorciado de gliricídia com palma forrageira, como uma das atividades no Projeto Sergipe de Combate à Desertificação. O principal objetivo é fortalecer os projetos de assentamento de reforma agrária no estado.

O conteúdo técnico foi apresentado pelo pesquisador Rafael Dantas da Embrapa Semiárido, baseado na Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE), com moderação da pesquisadora da Embrapa Gado de Leite (Juiz de Fora, MG) Elizabeth Fernandes, articuladora de ações de transferência de tecnologia em ILPF para o Nordeste. Rafael detalhou as técnicas de produção, manejo e utilização da gliricídia para alimentação animal dentro de um sistema integrado adaptado às condições do Semiárido.

O Superintendente do Ibama em Sergipe, Romeu Boto, participou do evento representando o Ministério do Meio Ambiente. Ele destacou que a capacitação dá sustentação na busca de resultados. “Esta é uma capacitação com foco em resultado. O lema do Ministério do Meio Ambiente é ‘ambientalismo de resultado’ e nosso foco é ampliar os resultados que o projeto pode integrar no contexto do estado de Sergipe. Então, essa capacitação vem suprir essa carência, para que se tenha a efetividade do consórcio da gliricídia com a palma, para uma produtividade ainda maior da bacia leiteira de Sergipe”.

“Essa é uma oportunidade ímpar de fazer esse trabalho em parceria com a Secretaria da Agricultura de Sergipe, com apoio do Ministério do Meio Ambiente. Faz muito anos que não tínhamos uma parceria tão forte com a Seagri de Sergipe. Ou seja, aqui a gente tem um caso típico de uma via de dupla mão, de forma que a Embrapa aporta a informação, traz inovação tecnológica e as políticas públicas faz o micro processo de inovação chegar ao produtor”, pontua o chefe Geral da EMBRAPA Semiárido, Pedro Carlos Gama da Silva.

O secretário de Estado da Agricultura, André Bomfim, reforçou a perspectiva de efetividade da capacitação. “A atualização técnica acontece num momento importante, porque antecede a fase da entrega de mais de 140 mil mudas de gliricídia, que acontecerá a partir do dia 31 de agosto. Só com a gliricídia serão beneficiadas 350 famílias neste primeiro ano. Até o final do projeto, nessa parceria com MMA, PNUD e demais entes estaduais, deverá beneficiar mais de 3 mil famílias. Em diálogo com os parceiros, entendemos a importância dessa planta, tanto no combate à desertificação quanto para a sustentação da bacia leiteira sergipana. Estamos falando de uma planta que é fixadora de nitrogênio, tem um teor de proteína considerável e é uma leguminosa que reduz o custo de produção para a cadeia leiteira”, conclui André Bomfim.

 

*Redação da Assessoria de Comunicação da Seagri-SE, com complementação de Saulo Coelho
 
Saulo Coelho (MTb/SE 1065)
Embrapa Tabuleiros Costeiros

Contatos para a imprensa
[email protected]
Telefone: (79) 4009-1381