Caravana ILPF percorre seis cidades entre Norte do Espírito Santo e Sul da Bahia.

Caravana ILPF percorre seis cidades entre Norte do Espírito Santo e Sul da Bahia.

A etapa piloto da Caravana ILPF passou pelo norte do Espírito Santo e Sul da Bahia entre os dias 4 e 8 de abril. Técnicos da Rede ILPF e cinco pesquisadores da Embrapa, (Marcelo Muller da Embrapa Gado de Leite; Robert Michael Boddey Embrapa Agrobiologia; Pedro de Almeida Machado da Embrapa Arroz e Feijão; Ladislau Skorupa da Embrapa Meio Ambiente e Renato Rodrigues, pesquisador da Embrapa Solos e presidente do Conselho Gestor da Rede ILPF), palestraram em de dias de campo, visitas técnicas e institucionais a propriedades rurais, instituições de ensino e diversos segmentos do agronegócio, levando informações sobre sistemas ILPF no Brasil e conhecendo a realidade regional. Cerca de 600 pessoas participaram desta primeira etapa nas cidades de Linhares (ES), Nova Venécia (ES), Pedro Canário (ES), Teixeira de Freitas (BA), Itabela (BA) e Eunápolis (BA).

“As regiões do norte do Espírito Santo e extremo Sul da Bahia possuem grande potencial para implantação de sistemas ILPF. As condições de clima e relevo destas regiões são bastante similares às outras áreas de Mata Atlântica encontradas no Brasil, sobretudo nas áreas de morros, onde os sistemas de integração pecuária com floresta já praticados em outras regiões deste bioma podem representar uma excelente alternativa para replicação local, com objetivo de aumentar a produtividade e renda dos produtores rurais,” explica Renato Rodrigues, presidente do conselho gestor da Rede ILPF e pesquisador da Embrapa.

A fazenda Três Marias no município de Linhares (ES) sediou o primeiro dia de Campo da Caravana ILPF. A proprietária Letícia Lindenberg está preparando a propriedade para receber a tecnologia em parceria com Suzano. “Serão 650 ha de ILPF, 30% de florestas e 70% com pecuária e cultivo de grãos, este projeto nos dará possibilidade de dobrar o ganho sobre o uso da terra,” garante Letícia.
Walter Carvalho, produtor rural de Teixeira de Freitas (BA), recebeu a visita dos técnicos e pesquisadores, apresentou a fazenda Primavera: Ele implantou o sistema IPF há seis anos e garante que já vê resultados: “Houve ganhos no bem-estar animal, percebemos diferença na reprodução e ganho de peso,” garante ele.

Caravana ILPF
A caravana ILPF é uma expedição técnica e cientifica, composta por técnicos da Rede ILPF e pesquisadores da Embrapa, que vai percorrer o país durante este e o próximo ano, levando informações sobre sistemas de Integração Lavoura Pecuária Floresta (ILPF) por 10 estados brasileiros. A próxima etapa deve ser em agosto, em Mato grosso do Sul.

ILPF
A ILPF é uma tecnologia de produção agropecuária com grande potencial de mitigação de emissões de gases de efeito estufa e sequestro de carbono pelo solo e biomassa, além de uma série de outros benefícios socioambientais e econômicos. A implementação dos sistemas ILPF variam de acordo com as características de cada região.

Metas
Segundo estimativas da Rede ILPF para a safra 2020/2021, a área ocupada com os sistemas ILPF no Brasil corresponde a 18 milhões de hectares. A Rede ILPF tem o propósito de ampliar essa área para 35 milhões de hectares até 2030, além de diversificar os sistemas de produção e aumentar a representatividade do componente florestal nesses sistemas. Dessa forma, a ILPF irá contribuir para o alcance das metas apresentadas pelo Brasil em sua Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC) ao Acordo de Paris durante a COP-21 e reforçadas pelo Programa ABC+ do MAPA e os compromissos assumidos na COP-26.

Para Isabel Ferreira, diretora Executiva da Rede ILPF, a importância da Caravana é criar uma estratégia de aproximação da Rede ILPF com o setor produtivo em diferentes regiões do país, levando conhecimento técnico e realizando ações de transferência de tecnologia (dias de campo, palestras e mesas redondas) através da Embrapa e das empresas associadas da Rede ILPF, em conjunto com as instituições apoiadoras da Caravana em cada região, permitindo ainda o contato mais próximo com o homem do campo para troca de conhecimentos e informações sobre a ILPF.

Sobre a Rede ILPF
A Associação Rede ILPF é formada e cofinanciada pelas empresas Bradesco, Ceptis, Cocamar, John Deere, Soesp, Syngenta e pela Embrapa e tem como propósito contribuir para o aumento da produtividade de forma sustentável no campo.
A Rede ILPF atualmente apoia uma rede com 16 Unidades de Referência Tecnológica (URT) e 12 Unidades de Referência Tecnológica e de Pesquisa (URTP), distribuídas entre os biomas brasileiros e envolvendo a participação de 22 Unidades de Pesquisa da Embrapa.